Big Data para RH: como usar a análise de dados na gestão de pessoas?

Está cada vez mais comum nas empresas a utilização do Big Data para organizar os dados produzidos pela organização e assim poder simplificar tarefas de grande importância como a geração de insights, por exemplo. Já não dá mais para confiar apenas na intuição ou perder um precioso tempo filtrando informações que sirvam de base para planejar ou tomar decisões, não é mesmo?

Porém, nem todas as empresas e seus setores de RH estão informados ou até mesmo convencidos dos benefícios em utilizar o Big Data. Por esses motivos, vamos apresentar o que é o Big Data e como ele pode ajudar na análise de dados, fornecendo informações dos vários processos e indicadores de gestão de forma mais rápida e assertiva.

Big Data para RH

Sabemos que a coleta de dados para a construção de análises é um processo constante e detalhado, e que através dessas análises são feitos diagnósticos sobre a situação da empresa e decididas quais ações serão realizadas daí em diante. Quanto mais bem preparada essa coleta/análise de dados, melhor será a construção de um planejamento estratégico.

Big Data é o nome que se dá a um alto volume de dados consumidos de diversas fontes para que através do seu cruzamento e análise surjam informações que contribuirão no direcionamento de gestores e equipes.

O RH é muito cobrado em pontos como a redução de custos na contratação, redução do índice de rotatividade de funcionários (turnover) e capacitação das equipes. Logo, utilizar o Big Data pode ajudar muito na criação de estratégias para contratações mais assertivas, retenção de colaboradores, capacitação e treinamentos específicos, entre várias outras ações.

Vantagens no uso do Big Data no RH

O objetivo do Big Data é de preparar grandes volumes de dados em informações úteis e gerar insights para quem o utiliza. Aplicado ao setor de RH das organizações, as vantagens são bem evidentes, por exemplo:

1. Identificação de talentos

Uma nova vaga foi aberta na empresa e é preciso preenchê-la o mais breve possível. O RH nesse caso, tem as opções de encontrar um talento dentro ou fora da empresa. A busca interna começa acessando a base de dados dos funcionários para analisar informações e identificar aqueles que tiverem o perfil mais compatível com as funções da vaga.

Em meio às informações estará todo o histórico do “candidato”, como por exemplo, os cursos e projetos que ele participou na organização. Essa ação tende a facilitar e agilizar muito esse processo e consequentemente contribuir na redução de custos, já que há probabilidade de seleção interna e com isso não haveria despesas com processo de recrutamento e seleção, admissão e etc.

Um outro exemplo é a busca de candidatos que não são funcionários da empresa. Neste caso, os candidatos poderiam ser encontrados em redes sociais como o Linkedin ou até mesmo em banco de currículos.

2. Retenção de Talentos/Redução do Turnover

A alta rotatividade de funcionários em uma empresa é sinônimo de prejuízo financeiro. Isso porque os desligamentos geram impacto negativo na produtividade e desempenho da equipe e consequentemente na imagem da empresa no mercado. É importante conhecer e entender os motivos que levam os colaboradores a quererem abdicar de seus cargos e assim saber quais ações podem evitar essa evasão, gerar satisfação e melhorar o clima organizacional.

Com o uso do Big Data para RH, reunir todas informações sobre os funcionários permite executar uma análise comportamental eficaz, podendo assim minimizar os prejuízos gerados pelos processos de demissão, bem como as despesas em admissões para repor o quadro de funcionários.

3. Treinamento de funcionários

É um grande desafio para o RH manter todos os funcionários da empresa capacitados e atualizados no que é pertinente a cada área. Para tanto, se faz necessário identificar juntamente com os respectivos gestores o nível de conhecimento nas habilidades exigidas e a partir daí aplicar o treinamento necessário. Com soluções de Big Data pra RH é possível fazer uma análise dos efeitos do treinamento, medir o desempenho de cada um e avaliar como ficou a qualidade do conhecimento com os treinamentos ministrados.

A gestão de RH tem muito a ganhar aliando a tecnologia às tarefas do dia-a-dia, como por exemplo, mais agilidade nos processos, redução de custos e entrega de resultados expressivos. O Big Data é um verdadeiro facilitador nas tomadas de decisão. Explore dados, tenha em mãos análises consistentes e gere cada vez mais insigths através de informações privilegiadas.

Continue em nosso blog e conheça ainda mais sobre análise de dados, Big Data e soluções para RH!

Case de Sucesso: Construtora Caparaó

Baixe agora

Deixe o seu comentário

Deixe uma resposta

Receba nossa newsletter